Morro Vênus

 

 

CARO VISITANTE… AGUARDAMOS SUAS INFORMAÇÕES PARA COMPLEMENTAR A HISTÓRIA DESTA COMUNIDADE. (História, fotos, Famílias, coordenadas, etc.)

 Participe!

descubracastelo [at] gmail [dot] com

Situa-se a 21 KM da cidade de Castelo

Historia da comunidade:

Segundo contam os moradores da comunidade, o nome Morro Vênus é devido a grande quantidade de montanhas existente na região, e a ocupação populacional foi feita por italianos. A agricultura baseava-se no cultivo de café, arroz e feijão.
A igreja foi construída em 1930, onde foi erguida uma pequena capela de madeira, que ficava a uma certa altura do chão e tinha uma escadinha de 3 degraus para ter acesso a capela.
A padroeira da comunidade é Nossa Senhora do Rosário, em 1957 foi construída a igreja atual, sendo que o terreno que a igreja foi construída foi doado pelo Sr. Nicolau Senna.
Padroeiro da comunidade, Nossa Senhora do Rosário: Certo dia São Domingos rezava em sua cela , apareceu – lhe a Virgem Maria sobre uma nuvem luminosa e ensinou-lhe um método de oração garantindo-lhe que daria resultados maravilhosos. Assim surgiu a devoção ao Rosário, composto sob orientação da Rainha do céu e que em pouco tempo trouxe de volta ao seio da Igreja inúmeros pecadores.
A consagração definitiva do Rosário por ocasião da famosa batalha naval de Lepanto, ganha pela Cristandade a 7 de Outubro de 1571. Enquanto a armada crista lutava desesperadamente contra os turcos, o povo em Roma rezava a oração ensinada pela virgem Maria. (…) Pio V insistiu a festa de Nossa Senhora das Vitórias , cujo nome foi mudado para nossa Senhora do Rosário pelo seu sucessor, o Papa Gregório XIII, que reconheceu no Rosário a arma da Vitória. No século XIX todo mês de Outubro foi dedicado pela Igreja Católica a esta piedosa oração.
No Brasil a devoção ao Santo Rosário foi trazida pelos missionários e logo se espalhou: principalmente entre os escravos que acham as orações mais simples e populares, as orações era o Pai-Nosso e a Ave-Maria. Eles usavam o rosário pendurado no pescoço e depois dos trabalhos do dia reuniam-se em torno de um “tirador de reza” e ouvia-se no interior das senzalas, o sussurrar das preces dos escravos. (…)
Maria se apresenta geralmente sentada, com o divino Filho sobre seu joelho esquerdo e segurando um rosário com a mão direita. Como a maioria das efiges da Senhora do Rosário obedece ao estilo barroco, sua vestimentas possuem planejamentos ondulantes e com ornamentos dourados.

Contatos com esta Comunidade:

Jaci José da Silva

Silvana Secchin Zuim

Gilmar Calegário

Diomedes Sechin

99924-1503

99972-2498

99967-0181

99885-5817